As memórias de um ontem mais feliz

março 29, 2020 0 Comments A+ a-



O mundo não vai bem, o mundo está a gritar por ajuda, o mundo está alarmado. Sei que ontem podia andar na rua à vontade, sem ter medo de acionar o botão para passar na passadeira, sem medo de estar rodeada de gente, sem medo de utilizar dinheiro para pagar as minhas compras. Ontem não estava paranóica com uma súbita tosse, um febre, não estava preocupada com espirros. Ontem estava mais feliz que hoje, e, acho que no geral, todos estávamos. A verdade é que é normal estarmos assustados com a situação que o mundo está a passar, este vírus invadiu as nossas vidas abruptamente e está a mostrar-nos da pior forma que temos que parar, refletir e reeducar os nossos hábitos. Os números são inquietantes e a incerteza de que isto irá acabar rapidamente é cada vez maior. Não é que esteja 100% ao nosso alcance mas é fundamental termos uma postura defensiva porque não acontece só ao vizinho, e, a cada dia que passa, leio coisas assustadoras, estamos em constante mudança, mas não para melhor.
Com o tempo que tenho tido em casa parei para pensar, não só em mim, mas em quem está comigo todos os dias, na minha família que está a mais de 2000km, naqueles que estão sozinhos, nos que, antes de tudo colapsar, já passavam dificuldades, nos que não têm um teto sobre as suas cabeças, nos animais de rua, e no desconhecido até. Estou assustada com o que sei, e até com o que não sei, mas imagino. A nossa mente não conhece fronteiras, mas os nossos atos sim. Chegou a altura de pensar que quanto mais cedo nos distanciarmos, mais depressa nos voltaremos a abraçar.
Sei que ontem era livre, hoje também o sou, mas menos, por mim, e por aqueles que me rodeiam. Passado é passado, e todos o queremos deixar bem lá atrás, mas vou admitir que adoraria ter um pouco de passado no meu presente. Estamos na luta contra o tempo, ainda podemos lutar, mas e tempo? Será que o temos?

* Aproveito para apelar a todos, especialmente família e amigos, que sigam uma conduta correta face a este Covid19, lembrem-se que mais vale prevenir que remediar. Gostaria de voltar a casa e ter toda a gente na mesa, já que, infelizmente, muitas pessoas não o poderão fazer. Cuidem-se!

(Já) com 23 anos, com o coração em Portugal e o corpo na Irlanda. Com a missão de conquistar sonhos, não só os meus, e com algum jeito para meia dúzia de frases. Bem-vindos ao meu blog!