Porque assim como o café, o amor não se serve frio

segunda-feira, outubro 07, 2019 0 Comments A+ a-

A dada altura percebes que alguém não é a pessoa certa para a tua vida quando ela não mostra os mesmos interesses que tu, quando não procura o teu refúgio, quando não questiona sobre os teus sonhos, e ao invés disso não te faz sonhar. O erro surge quando te dás ao luxo de sonhar, alto demais, e a queda é tão grande que deixas de acreditar em anjos.
São as decisões que te levam aquém do esperado, além das expectativas. Não acredito em almas gémeas, mas acredito em almas que se completam, e é com elas que me inspiro hoje. Não há maneira de cruzar dois caminhos que, mesmo que vão dar ao mesmo sítio, te mostram paisagens completamente diferentes. Não há maneira de fazer algo acontecer quando o teu interior te diz que só irás criar uma bola de neve, que vai crescendo, crescendo, e nunca derrete. É preciso uma certa dose de coragem e de amor próprio para deixar ir, esquecer e recomeçar.
A pessoa certa vai-te mostrar que não só o céu não é o limite, o limite és tu. A pessoa certa vai-te mostrar que problema algum é demasiado grande para as tuas mãos e que qualquer que seja a tua meta, não percorrerás o caminho sozinho. A pessoa certa vai saber dar o braço a torcer quando as coisas estão dificeis, caminhar do teu lado e colocar a tua felicidade acima de tudo. O importante é estares rodeado de quem desperta em ti o que realmente és, sem influências, sem filtros, sem medos. Não te impeças de ser a pessoa certa de alguém apenas porque alguém não o foi para ti. Decerto não terá sido perda tua. Existem certas pessoas e pessoas certas, cabe-nos a nós escolher.