Primeira semana na Irlanda

domingo, julho 15, 2018 2 Comments A+ a-

Olá seguidores, como estão?

Após a minha ausência no blog, trago novidades... Faz hoje exatamente uma semana que cheguei à Ilha Esmeralda, e, por isso, achei justo trazer-vos um post de primeiras impressões e do que tem acontecido entretanto.

Decidi viajar para cá não no intuito de tirar férias mas sim para começar uma nova vida. Embora me tenha custado partir do meu país, deixando para trás família, amigos, emprego, vim com pensamento positivo e esperançosa de que aqui conseguisse um melhor nível de vida. Além de um grande desafio, emigrar é algo arriscado se não tivermos um plano definido. No meu caso, tornou-se mais fácil uma vez que o meu namorado já está no país há mais de dois anos, e foi o meu maior apoio, sem dúvida, e obviamente foi a razão que mais me motivou a embarcar nesta aventura. Embora ainda só tenha passado uma semana desde a minha chegada, tenho já algumas questões importantes resolvidas, nomeadamente o emprego e a casa, o que é algo muito positivo e me deixa bastante mais tranquila. O emprego não foi tão difícil de arranjar como estava à espera e em alguns dias consegui algo com bons horários, boa localização e claro, bom vencimento. A língua mais falada é o inglês e, por isso, um bom nível de compreensão e escrita é uma mais valia para a adaptação no geral.

Atualmente moramos em Cork, a pouco mais de 1km do centro da cidade, numa zona calma e com bastantes acessibilidades. Já o centro da cidade é mais movimentado uma vez que é lá que se concentra o comércio, os serviços, etc. Dispomos de transportes públicos a cada 10 minutos, sempre bastante pontuais, embora apenas eu usufrua deste serviço para me deslocar para o trabalho que fica um pouco mais distante. Embora ainda não tenha vivenciado tempo suficiente, o clima irlandês é bastante variável; não é um país com verões demasiado quentes nem invernos muito rigorosos, porém a chuva é o que mais predomina e chega a haver mais de 200 dias de precipitação por ano. Os meses mais quentes variam entre Maio a Agosto, contudo é raro registarem-se mais de 30ºC. Já o inverno de Dezembro a Fevereiro tem temperaturas entre -2ºC e 7ºC.

Algumas curiosidades: logo à minha chegada pude ver que o aspeto das casas e dos estabelecimentos em geral são um pouco envelhecidos, o que me faz lembrar logo da cidade invicta portuguesa, o Porto. As casas irlandesas são todas muito semelhantes e simétricas, cujas janelas são sem estores. É raro encontrar casas com varandas! Eu que adoro uma varanda para me sentar a apreciar a vista terei de me habituar a esta ideia. Será que se esqueceram de as construir? 
O povo irlandês é sem dúvida o mais bem educado e prestável que se cruzou comigo. Fiquei surpreendida com o modo de estar e de falar dos irlandeses.
Existem incontáveis pubs; são tantos que ainda não tive oportunidade de entrar num e beber a conhecida Guiness. (ainda na lista de afazeres)
Reparei no meu primeiro dia de trabalho que os irlandeses são fãs incondicionais de chá e leite, então se forem juntos, perfeito!
A condução na Irlanda é feita pelo lado esquerdo da estrada e o volante dos carros situa-se do lado direito. Nos primeiros dias foi-me difícil aceitar que não, não estavam em contra-mão 😅 .

Creio que, por agora, seja tudo o que tenho para vos contar.
Abaixo deixo algumas fotografias para que possam aguçar a vossa curiosidade, e, caso tenham alguma questão, não hesitem.
Beijinhos e até breve!


Cork city centre


Lee River




St. Patrick's Day - Dublin

Chamo-me Sara, tenho 21 anos e uma vida de adulta muito corrida. Nómada a vida inteira, e por isso o meu sonho é deambular pelo mundo. Dizem que tenho jeito para meia dúzia de frases e para contar piadas sem piada. De mim, é o que sei, sejam bem-vindos!

Comentários
2 Comentários