Um sorriso, por favor

quinta-feira, maio 24, 2018 0 Comments A+ a-



Segunda-feira. O início de mais uma semana, embora todos os dias me parecessem iguais, aquela segunda-feira foi particularmente difícil, tudo parecia estar a correr mal, todos pareciam querer ver-me zangada e por aí se arrastaram dias intensos, um tanto negativos, e de 8 a 80 muita coisa me passou pela cabeça sem nunca achar uma resposta para a avalanche de problemas que surgiram.
A nível pessoal, profissional e familiar as coisas não estavam propriamente aprazíveis e tudo pareceu acumular-se rapidamente e concentrar-se num pequeno ser: eu. Perdi a capacidade de enfrentar um novo dia com positivismo, força e calma. Felizmente temos sempre alguém que está firmemente do nosso lado, fisicamente ou não, o que importa é a energia que recebemos de cada qual, e foi isso que aconteceu. Inúmeras vezes ouvi que tudo iria ficar bem, que nenhum mal duraria para sempre, porém esse sempre tem-se alastrado por tempo demais, e ninguém é de ferro certo? Fiz das tripas coração, ignorei muita coisa, outras nem por isso e o certo é que de nada adiantou o meu esforço. Tudo a meu redor parecia desmoronar-se a uma velocidade imensurável, e ao mesmo tempo, em câmara lenta.

Embora não nos meus melhores dias, sempre tentei dar o melhor de mim, levar o meu melhor humor e vestir o melhor sorriso e na maior parte das vezes funciona, porque é espontâneo, e eis que um dia isso não aconteceu. Durante um corrido dia de trabalho atendi um senhor à mesa e questionei-o, no fim da sua refeição, se iria desejar sobremesa, e enumerei as ditas cujas e aguardei pela sua resposta. "Vai ser um sorriso, por favor" e, sem cobrar nada, sorri-lhe genuinamente. Continuei o meu trabalho, e, no fim do dia percebi algo que deveria colocar em prática. Nem sempre a culpa é nossa, por vezes quem nos rodeia não se esforça o suficiente. Nós apenas podemos ser nós mesmos, porque todos os outros papéis estão ocupados. Percebi que devemos fazer o que achamos moralmente correto, estar com quem nos faz feliz, e estar onde nos sentimos seguros, porque o resto é apenas isso. O resto. E esse, vem por acréscimo.