23:47

quarta-feira, maio 10, 2017 10 Comments A+ a-



Dez minutos da paragem do autocarro até casa. Fim da noite, mais um dia de trabalho, mais uma farda para lavar. A ti, pessoa que estás desse lado do computador, vamos falar.

Se és mulher, sei que partilhamos a mesma agonia, o mesmo medo de caminhar sozinhas, seja onde for. Sei que tremes ao avistar um vulto do outro lado do passeio e anseias que seja uma mulher, alguém que te olhe com o mesmo alívio por te ver ali.

Se és homem... Deixa-me que te diga que a rapariga com quem te cruzas leva o coração nas mãos, talvez até tenha mudado para o outro lado da estrada antes, e podes ter a certeza que ela irá olhar para trás mal te afastes dela. Será que vais atrás? Não é por mal... Aliás, até é. Nunca ouviste dizer que por uns pagam todos?

A ti mulher, sei que susténs a respiração quando um olhar te varre de cima abaixo, perguntas-te se serão as calças justas de mais ou a blusa com um botão a menos. Será o baton vistoso de mais?

A ti homem, que respondeste mentalmente, corpo não é público, corpo não é mercadoria, gostosa não é elogio. Será difícil controlar os impulsos sexuais? Será que não tens ninguém em casa para tocar, para assediar?  

A ti homem, que me puseste as mãos em cima, talvez um dia te ponha as mãos em cima também... Mas não, não tenciono cruzar-me com "gente" como tu.

A ti mulher, que és violada física ou verbalmente, denuncia. 


Chamo-me Sara, tenho 21 anos e uma vida de adulta muito corrida. Nómada a vida inteira, e por isso o meu sonho é deambular pelo mundo. Dizem que tenho jeito para meia dúzia de frases e para contar piadas sem piada. De mim, é o que sei, sejam bem-vindos!

Comentários
10 Comentários

10 Comments

Write Comments
Sofia Moniz
AUTHOR
18 de julho de 2017 às 18:50 delete

R: Obrigada pelas tuas palavras tão aconchegantes <3 É verdade, muita coisa muda, mas com muita força de vontade e com ajuda, conseguimos dar a volta por cima ^^

Adorei o teu texto! Infelizmente, vivemos cada vez mais numa sociedade onde crimes como estes são criminalizados e, em vez de se incentivar o feminismo, toma-se com uma corrente de histeria. É triste, mas é a realidade :(

Beijinhos,
Blog An Aesthetic Alien | Instagram | Facebook
Youtube

Reply
avatar
Sara Oliveira
AUTHOR
23 de julho de 2017 às 10:36 delete

Obrigado pela visita, beijinhos :)

Reply
avatar
21 de agosto de 2017 às 12:11 delete

adori o texto, está incrivel!! isto é tão verdade, acho que todas as mulheres já sentiram isto quando sairam à rua e temos sempre a tendência a pensar que a "culpa" é nossa e que podiamos ter saido mais tapas ou algo assim mas isso é tudo tretas! o problema é da sociedade e destas mentalidades retrogradas dos homens
beijinhos

http://umacolherdearroz.blogspot.pt/

Reply
avatar
Sara Oliveira
AUTHOR
29 de agosto de 2017 às 14:25 delete

Teho esperança que, com o passar dos anos, sejamos vistas de "igual" forma e não como um pedaço de carne, embora se esteja a ver cada vez mais o oposto :/
Obrigado pela visita, beijinho!

Reply
avatar
Claudia Repas
AUTHOR
22 de setembro de 2017 às 09:29 delete

tens mesmo jeito miuda :) parabens!!!
www.makeithappnmua.blogspot.com

Reply
avatar
Anónimo
AUTHOR
4 de outubro de 2017 às 20:33 delete

Vamos lá ver uma coisa: não é que eu não entenda o intuito deste texto, mas há que ter cautela com o que é dito. Basicamente, o que está referido no texto é que, se eu (sim, sou homem) passar por uma rapariga, que se encontra sozinha, à noite, a melhor coisa a fazer é atravessar para o outro lado da estrada, porque é bastante provável que ela esteja assustada comigo, por eu ir na minha vida, quiçá também assustado por estar a caminhar sozinho, à noite. Eu percebo que, hoje, mais do que nunca, todo o cuidado é pouco e com tanta propagação de notícias acerca de violações, assédios e afins é perfeitamente normal um certo receio, mas esse pensamento do "por um, pagam todos" é tremendamente errado. Não é essa a atitude correta para se mudar mentalidades. Começa por ti, por mim e por todos os outros, mas não é a generalizar que se mudam individualidades. Espero que não leves a mal, este mau desabafo, mas creio que foi uma crítica saudável e com a melhor intenção em mente.

Bom trabalho.

Reply
avatar
Sara Oliveira
AUTHOR
9 de outubro de 2017 às 01:16 delete

Olá, antes de mais obrigado pela visita e pela tua opinião! Ao contrário do que entendeste eu não quis dizer "tenham cuidado e fujam todas", quis sim dar o meu testemunho enquanto rapariga que sempre andei descansada sem rotular qualquer rapaz de "pedófilo" ou "psicopata" ou "perseguidor" mas sim dar a perceber que provavelmente toda a mulher já passou por alguma experiência menos boa, sendo apenas um susto ou não. Nunca se sabe o que estará do outro lado, foi isso o que quis evidenciar.
Uma vez mais obrigado pela atenção e pela crítica! Bem-haja!

Reply
avatar
Anónimo
AUTHOR
19 de fevereiro de 2018 às 22:51 delete

Sinto extrema pena por ver que as mulheres tenham esa visão dos homens, e infelizmente muitas vezes elas confundem desejo com admiração, gostosura com beleza, e um olhar profundo com vontades carnais. Ninguém é puro anjo ou demônio, nem todo homem é puro instinto, e se fosse também não seriam as mulheres?
Talvez a voz da hipocrisia fale demasiadamente alto, o bastante para não percebermos o ser humano que passa entre nós, a pessoa que tem sentimentos, sonhos, desejos, sofrimentos. Precisamos aprender a viver, aprender a reconhecer e saber julgar melhor o que é de nosso direito julgar ou não.

Reply
avatar
Sara Oliveira
AUTHOR
18 de março de 2018 às 01:28 delete

Claro, não podia estar mais de acordo. Não estou a generalizar mas sim a falar na minha experiência e em prol de todas as mulheres que já passaram pelo mesmo. Ninguém tem o direito de agarrar alguém na rua, sendo que a pessoa vai sozinha, desprevenida e tentar fazer-lhe mal. Como é óbvio desperta um misto de sentimentos negativos. E falo por nós mulheres embora ciente de que aconteça ao contrário, embora com certeza com menos frequência, isto porque realmente há homens que não sabem pensar e admirar calados e pior, não sabem controlar o desejo carnal. Mas bem, já vai no senso e respeito que cada um tem pela sociedade. Obrigado pela visita.

Reply
avatar